sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Latrocíndio!

Operação com 230 policiais prende “gang de índios” que atuava no litoral da Paraíba.
Os índios presos são responsáveis por latrocínios, assaltos e aterrorizavam toda região que envolve os municípios de Mataraca, Marcação, Rio Tinto e Baia da Traição. Foram presos os índios Djalma Azevedo Silva, José Azevedo Silva, Waldecy Francisco Felipe, Leidson Soares da Silva, Gilson, João Bernardino (João Preto) Cachorrão, Mailson, Josenildo e Antônio Diniz Silva.
***
Dava para Rede Globo lançar uma série especial do Linha direta, programa de índio. Quem se aproximava da tribo já ficava de cara pálida com medo dos sete peles vermelhas que aterrorizavam com as zarabatanas que cospem fogo e praticavam uma nova modalidade de crime hediondo, o latrocíndio, aborígenes que matam pra roubar. Ainda bem que a cavalaria capturou esses verdadeiros selvagens, mas o importante é que eles passem muitas luas vendo o sol nascer quadrado ou desçam de vez para a terra dos espíritos que dançam no fogo.

3 comentários:

Julin disse...

Ta vendo gordo, cada povo tem os índios e os Buffalo Bill e General Custer que merece. Veja que pelos nomes dos nossos peles-vermelhas, nao daria nunca pra diferenciar quem é índio ou quem é polícial. Mas o que importa é que nossa briosa cavalaria capturou esses facínoras. Pena que logo vai aparecer um tal de "direitos humanos" pra tentar libertá-los. Se não, o certo seria colocá-los todos nus amarrados feito corda de caranguejo em cima de uma mataraca.

Pery disse...

Mesmo que índio não queira apito, dessa vez pau vai comer. Agora é descer o tacape no espinhaço deles até a pele ficar vermelha. Eles merecem.

Alberto Pagels disse...

O grito de guerra era Jeronimo!